Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Fotos da festa de aniversario de Carlos Bonow!

       
publicado por . às 14:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

Elenco de "Pé na Jaca" se diverte no aniversário de Carlos Bonow!

Foi animada a festa de comemoração dos 34 anos do actor Carlos Bonow, no ar em “Pé na Jaca”. O elenco do folhetim de Carlos Lombardi compareceu em peso à festa surpresa organizada pela namorada do actor, Keila Klber, nesta terça-feira, 29, no restaurante Eclético, na Barra da Tijuca, Rio. Emocionado, o actor chorou ao receber o carinho dos amigos. Entre eles, Murilo Benício, Marcos Pasquim Nelson Freitas, Flávia Alessandra e o marido Otaviano Costa, Juliana Paes e Carlos Eduardo Baptista, Daniele Suzuki e Ricardo Tozzi.

 

 

 

fonte: ego

publicado por . às 19:04
link do post | comentar | favorito

Carlos Bonow fez ontem 34 anos!

          
publicado por . às 19:00
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Maio de 2007

Dan Nakagawa vai lançar CD!

O actor Dan Nakagawa, intérprete do policial Mário Tanaka de Pé na Jaca da Globo, está lançando o seu primeiro CD, chamado Primeiro Círculo. O trabalho, aliás, contará com a participação da actriz Camila Morgado e da cantora Paula Lima. No dia 12 de maio, Dan esteve em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, para gravar seu primeiro videoclipe com a música Deitado num Girassol, dirigido por Daniel Alfaya.



fonte: fuxico

publicado por . às 13:48
link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Maio de 2007

Juliana Paes está com amigdalite!

Juliana Paes está sem voz. A actriz está com uma amigdalite e não consegue falar nada desde a madrugada da última quinta feira, dia 24. Segundo a coluna de Ancelmo Gois, no Jornal O Globo, a actriz esteve no hospital Barra D’or para se medicar. Juliana porém, está sendo esperada nas gravações da novela “Pé na Jaca” que ocorrem neste sábado,26, nos estúdios do Projac.

 

Foto: Reprodução

fonte: ego

publicado por . às 17:16
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

Entrevista: Juliana Paes!

  

Como é seu ritual de preparação para uma festa glamourosa?
JULIANA PAES: Começo a pensar dias antes. Gosto de pensar em tudo, no tipo de sapato, nos acessórios, nas jóias, na maquiagem, no cabelo... Tem casos em que eu mesma desenho o vestido que vou usar, daí mando minha costureira fazer. Foi para isso que nasci mulher, oras. Para poder me sentir com glamour. Festas com traje passeio completo exigem essa atmosfera de deslumbre.

Prefere decotes ou vestidos curtos?
JP:
Ou uma coisa ou outra. Se mostrar as pernas, precisa ser fechado em cima, e vice-versa. A graça é esconder e mostrar ao mesmo tempo. O jogo é nunca mostrar tudo de uma vez.

Quantos vestidos você tem em casa?
JP:
Não sei, meu closet vive em transformação. Adoro dar roupas, não tenho esse apego material. Assim como recebo muita coisa também. Sempre chega algum malote em casa com peças de lojas, estilistas e shoppings que mandam para eu usar.

Quais os seus estilistas preferidos?
JP:
Tufi Duek, Carlos Tufvesson, Samuel Cirnansk, Victor Dzenck e Juliana Jabor. Adriana Barra e Layana Thomaz também estão neste grupo.

E entre os internacionais?
JP:
Meu closet é composto de apenas 5% de peças internacionais. E, mesmo assim, os Armani e Dolce & Gabbana, por exemplo, ficam mais em peças casuais, como os jeans. Prefiro usar algo nacional, para poder privilegiar o que temos de melhor aqui. Sempre tem um estilista novo surgindo com coisas maravilhosas.

Qual foi o seu maior erro fashion?
JP:
O arrependimento não vem na hora, mas ao longo do tempo, quando vejo uma foto antiga e deparo com uma roupa nada a ver. Dia desses, vi uma foto minha de saia de tule. Como pude usar uma roupa daquelas? Faz tempo, deveria ser moda na época. Mas não dá para repetir isso hoje em dia. Será que não tinha nenhuma amiga ao meu lado para dizer que aquilo estava horrível (risos)?

Você pede opinião para alguém na hora de se produzir?
JP:
Não peço nada. Vou com a roupa que eu quero.

Seu namorado, o Carlos Eduardo Baptista, dá sugestão?
JP:
De forma alguma. Até porque, se desse, eu nem ouviria. Me visto sozinha.

 O que é moda para você?
JP:
Moda é a junção de dois conceitos: conforto e glamour. Sou supermoleca, prezo pelo conforto para me sentir bem e me divertir. Esse é o meu estilo pessoal.

O que é um vestido caro para você?
JP:
Não preciso pagar assim tão caro para me sentir bem. Até porque vivo pegando roupa emprestada de loja (risos). Não pagaria uma pequena fortuna sabendo que só vou usar um longo numa noite, a não ser que fosse a noite do Oscar.

Já pagou mais de 10 mil reais por uma roupa?
JP
: Tá maluco!? Longe disso. Muito menos, menos mesmo. Quando vou a uma festa pública, sei que a foto vai sair em todos os veículos e depois não vou poder repetir a peça. Até porque a foto vai continuar sendo usada pelas revistas por meses.

E o que faz com a roupa usada?
JP:
Distribuo entre as amigas, minha mãe, o pessoal do Projac. Até as camareiras ganham alguma coisa.

Qual é a melhor época para renovar o guarda-roupa?
JP:
Não tem uma época definida, mas quando estou na TPM corro para o shopping e saio comprando. Quando fico p. com alguma coisa, em casa ou mesmo no trabalho, também descarrego tudo em alguns passeios no shopping (risos). Sou bem mulherzinha!

O que faria se chegasse a uma festa e visse outra pessoa com a roupa igual à sua?
JP:
Ai, não sei. Mas, por exemplo, eu e a Deborah (Secco) ganhamos uma calça igual. Combinamos nunca usar quando estivermos juntas. Quando uma quer sair com a calça, tem que 'bipar' para saber se a outra vai usar na mesma noite também.

Que tom de cor acredita que lhe cai bem? E que cor evita usar?
JP:
Minha preocupação não é tanto com a cor, prefiro o conforto. Mas adoro tons pastel, como chumbo, areia, creme... Implico um pouco com preto, porque parece que todo mundo só sabe usar preto. Mas também não gosto muito de marrom.

Você sabe costurar?
JP:
Adoro costurar. Cresci vendo minha avó e minha mãe costurando. Alguma coisa útil eu tinha que aprender, né? Sei fazer bainha, dou pontinho e prego botão como ninguém.

 

fonte: Quem

publicado por . às 11:09
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Os planos de Deborah Secco!

Depois de "Pé na Jaca", Deborah Secco pretende voltar a estudar. “Adoro filosofia, história, talvez até faça faculdade, e quero aprender francês. Acho Aristóteles a cabeça pensante”, contou Deborah na premiação do 9º Prêmio Contigo, nesta segunda-feira, 21, dizendo admirar muito os filósofos antigos. A actriz também quer actuar com Juliana Paes no teatro. As duas negociam os direitos de uma peça, que deve estrear no início de 2008. “Não posso falar ainda porque estamos em negociações. Só posso dizer que é uma montagem de fora do país”, afirmou. Vanessa Giácomo também vai estar no elenco.


Foto

 

fonte: ego

publicado por . às 10:23
link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Maio de 2007

Júlio Rocha deixa Paraíso Tropical e entra em Pé na Jaca!

Depois de fazer uma rápida participação em Paraíso Tropical, vivendo um arrogante chefe de cozinheira, que acabou sendo expulso do Grupo Cavalcanti, Júlio Rocha integrou nesta semana o elenco de Pé na Jaca, interpretando Léo, um cara muito rico, desencanado, que dá em cima da Flávia Alessandra (Vanessa). Convidado pelos directores da trama das sete, o actor conta que antes de viver Léo, já havia recebido outra proposta para participar de Pé na Jaca. “Fui convidado para contracenar com a Fernanda Lima, mas eram apenas dois capítulos, então resolvi não aceitar. Cinco dias depois, apareceu este papel. Acredito que era para ser do Caco Ciocler, mas ele não pode fazer. No total seriam apenas seis episódios, entretanto há grande possibilidade dele ficar na trama.”

 

fonte: fuxico

 

 

publicado por . às 20:42
link do post | comentar | favorito

Fernanda Lima foi convidada para substituir Angélica no Vídeo Game!

Fernanda lima foi convidada para assumir o “Vídeo Game” apresentado por Angélica durante sua licença-maternidade. Segundo o jornal “Diário de S. Paulo” deste sábado, a intérprete da Maria Bo da novela “Pé na Jaca” ainda não deu sua resposta. Fernanda Lima já esteve à frente do programa durante a licença-maternidade de Angélica depois da gravidez de Joaquim.

publicado por . às 20:39
link do post | comentar | favorito

Entrevista: Flavia Alessandra!

Antes de Alma Gêmea e Pé na Jaca, você declarou que queria fazer uma grande vilã ou uma comédia. Isso contou na hora de aceitar o convite para Pé na Jaca?
A Cristina foi um grande sucesso e a gente às vezes pede e os deuses acabam ouvindo. Quando acabei a Cristina, pedi muito uma comédia até para tentar me livrar daquele ar de vilã. Isso seria o oposto total do trabalho em Alma Gêmea. Longe de mim querer sepultar a Cristina, mas quero que ela seja apenas lembrada, que não fique à frente de qualquer outro personagem. Ainda bem que isso aconteceu, porque eu tinha muito medo de ficar marcada com ela. A Vanessa já conseguiu tirar esse peso. No primeiro mês já senti, as pessoas se aproximavam de mim e me chamavam de Van-Van.

Esse é seu primeiro trabalho com o Lombardi. O que está achando?
É muito novo para mim, diferente de tudo que já fiz na vida. A novela dele é quase um sitcom, com capítulos que se fecham a cada dia. A impressão que eu tenho é que existe uma nova leitura sempre. No início tive muita dificuldade para conseguir me encaixar nesse modo de produção. Até hoje, antes de entrar no estúdio, me forço a pensar que é um por dia, sem levar em conta tudo que aconteceu. A cara de pau é outra, a história já é outra, uma nova piada, enfim, tudo novo. Sempre gostei do tempo dele e acho o tom de comédia que o Lombardi usa muito perspicaz e inteligente. Está sendo uma experiência e tanto para mim. Mas não é um trabalho leve fazer esse tipo de comédia, como muita gente diz.

Por quê?
Em Alma Gêmea era um outro espírito. Mas Pé na Jaca é uma loucura, cansa muito. É muita acção para um capítulo só, o texto tem outra velocidade e a gente trabalha quase que sem frente. Com o Walcyr Carrasco, eu recebia os blocos com as falas com vários dias de antecedência e tinha tempo para me preparar para as cenas. Havia o peso de fazer uma vilã, mas não esse esforço físico e de concentração que tenho agora. É tudo feito em cima da hora. Mas a gente tenta se encaixar e se diverte, porque o texto é engraçado.

Você iria entrar em Sete Pecados, do Walcyr Carrasco, que também é uma comédia das 19h. Como reagiu a essa mudança?
É difícil avaliar o que seria certo ou errado naquele momento. O Walcyr estava escrevendo um papel para mim. Quando acabou Alma Gêmea, ele já falava nessa novela e eu já tinha criado uma expectativa. É muito legal quando um autor resolve escrever um papel para você, mas não posso esquecer que sou uma funcionária da emissora e tenho que estar disponível para o que for preciso. E foi óptimo experimentar o universo do Lombardi. Saí de tudo que eu estava acostumada. Quando li sobre a Vanessa gostei muito da proposta. É uma perua que está dando muito certo. Quero muito poder fazer um trabalho com o Walcyr assim, ele escrevendo para mim. Já vivi isso em O Beijo do Vampiro e foi excelente, apesar de alguns problemas na época.

Quais problemas?
Quando estava me separando do Marcos Paulo, o Antônio Calmon me chamou e tentei recusar. Ele me queria como protagonista, mas o director seria o Marcos. Nós já estávamos em processo de separação e fiquei com receio, porque isso seria um prato cheio para a imprensa. Tentei evitar, mas o Calmon me disse que estava escrevendo para mim e isso sempre tem um peso enorme. Acabei entrando na novela, mas era tudo que eu não queria naquela hora. Foi um burburinho na época e todo esse ruído periférico atrapalhou - e muito - o rendimento do trabalho. O resultado final foi afectado, não tenho dúvidas. Mas no fundo eu não me arrependo. Olha só quantos anos já tem isso? Eu não teria feito nada do Calmon, teria perdido essa oportunidade.

Depois que você se separou do Marcos Paulo, sua carreira decolou. Você achou que isso fosse acontecer tão rápido mesmo depois de se divorciar de um director?
É muito comum as mulheres dos directores dizerem que não se incomodam com essa situação e que sabem que não existe favorecimento. Posso dizer que nunca recebi benefícios por isso, mas sei que muita gente falava de mim pelas costas. Comecei a trabalhar com sete anos de idade e, quando ganhei meu primeiro papel, em Top Model, eu tinha 15. Isso já tem quase duas décadas, não sou uma novata. Mas muita gente me via como a bonitona bem casada. Fico feliz porque o actual reconhecimento mostra que uma coisa não tinha a ver com a outra. Depois que me separei, minha carreira tomou outro rumo e isso me deixou livre para fazer coisas que antes eu não teria coragem.

Como posar nua?
Sim. Nunca tive nada contra isso e sabia que um dia aconteceria. Mas precisava esperar o momento certo, quando as pessoas percebessem que eu era mais que uma mulher bonita e casada com um director. Sabia que tinha o tipo "gostosona", mas não precisava mostrar isso em uma revista. O que queria era atingir esse patamar na minha carreira. Depois que consegui isso, não me preocupava mais. Poderia posar do jeito que quisessem, plantando bananeira, dando cambalhota, enfim. O que acho mais bacana é mostrar que a Playboy ganhou a Flávia, não que a Flávia ganhou a Playboy.

Com o fim da novela, o que você pretende fazer?
Não vejo a hora de essa correria acabar para poder ter, enfim, minha lua-de-mel. Entrar em Pé na Jaca acabou atrasando esse momento que é só meu e do meu marido. Nós dois estamos trabalhando muito e nossa casa está em obras até para poder adaptar o espaço às necessidades do casal. Além de tudo isso, minha filha mudou de escola nesse ano e o processo de adaptação é demorado. Tenho que dar atenção a ela também. Como eu estava indicada para Sete Pecados, achei que teria tempo para fazer tudo isso, mas meus planos acabaram sendo alterados. E estou louca para fazer teatro.

 

 


fonte: Terra

 

publicado por . às 16:55
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert!

A actriz Fernanda Lima, 30 anos, foi fotografada beijando o seu ex-namorado, o actor Rodrigo Hilbert, 26, na festa em homenagem ao fotógrafo peruano Mario Testino, na noite desta quarta-feira no Copacabana Palace, Rio. Os dois retomaram o relacionamento há aproximadamente dois meses, mas estavam se escondendo dos flashes e mantendo a discrição.Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert, que estão no elenco da novela Pé na Jaca, namoraram durante dois anos até o fim de 2005. Recentemente, ela terminou o relacionamento com o diretor global Ricardo Waddington.

 

Foto

 

fonte: ego, Terra

publicado por . às 20:47
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Fotos Rodrigo Lombardi!

          

publicado por . às 20:39
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Maio de 2007

Murilo Benicio:"Estou apaixonado"!

Murilo Benício afirmou que está apaixonado pela namorada, a actriz Guilhermina Guinle, durante pré-estréia do filme Inesquecível em São Paulo, na noite desta segunda-feira. Os dois actuam juntos no longa-metragem do director Paulo Sérgio Almeida e Benício vive um marido inseguro e desconfiado após descobrir a traição da mulher com seu melhor amigo. O actor, porém, garantiu que, ao contrário de seu personagem, não alimenta nenhum desses sentimentos por Guilhermina, pelo contrário. "Existem namoros e namoros. Algumas mulheres me fizeram sentir ciúmes, outras me deixaram inseguro, mas por ela (Guilhermina) eu não sinto nada disso. Estou apaixonado, olha como ela é linda", disse ele enquanto apontava para a actriz, que posava para os fotógrafos. Ela preferiu não falar sobre sua relação com Benício. "Como vou falar para os outros sobre sentimentos. Isso é difícil para a gente entender, imagina contar pra todo mundo". Benício e Guilhermina assumiram o namoro no final de março, um mês após especulações sobre o romance.

 

 

fonte: Terra

publicado por . às 18:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 11 de Maio de 2007

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert namoram às escondidas!

Até os amigos mais íntimos de Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert não têm livre acesso ao casal. Eles querem evitar as fofocas sobre o relacionamento e restringem-se a programações a dois, contou uma pessoa próxima ao casal. Mesmo com tanta discrição, os comentários nos bastidores da novela "Pé na Jaca" e na "Dança dos Famosos", quadro do "Domingão do Faustão" que conta com Hilbert entre os participantes, dão conta de que o namoro vai bem, obrigado. Fernanda e Rodrigo reataram há pouco mais de dois meses. O casal ficou quase dois anos separado - eles terminaram em 2005. Nesse intervalo, a actriz engatou um affair com o diretor Ricardo Waddington.Os dois estão em total clima de romance. Eles têm dormido juntos praticamente todos os dias na casa dela, curtido a praia do Recreio dos Bandeirantes - onde já foram vistos se beijando-  e visitando uma feira de produtos naturais. 

 

Foto: AgNews

 

fonte: ego

publicado por . às 10:58
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Maio de 2007

Marcos Pasquim e Luciele Di Camargo assumem namoro!

Marcos Pasquim e Luciele Di Camargo formam o mais novo casal da praça. A actriz assumiu o romance após ter negado os boatos no último mês, mas continua sem querer dar detalhes sobre o namoro.  "Assumimos sim, estamos namorando e não vamos mais nos aprofundar no assunto", disse Luciele .

 

Foto: Reprodução

 

fonte: ego

publicado por . às 10:56
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Maio de 2007

Betty Faria na novela "Duas Caras"!

Betty Faria está reservada para o elenco de Duas Caras, próxima novela de Aguinaldo Silva, que estreará no segundo semestre depois de Paraíso Tropical. Foi com o autor que a actriz viveu sua melhor fase na TV ao estrelar a novela Tieta. Depois de uma crise pessoal e de ficar afastada por quatro anos da Globo, Betty vem retornando aos poucos sua carreira vitoriosa. Protagonizada por Eduardo Moscovis, Duas Caras contará a história de Adalberto Rangel, um estelionatário que aplica golpes de cifras astronômicas. Para apagar seu passado, Rangel resolve dar uma oportunidade a si mesmo mudando de aspecto físico e de identidade. Após várias cirurgias plásticas, o personagem assume sua "segunda cara", apresentando-se como um grande empresário, Marconi Ferraço, que também será interpretado por Moscovis. 

 

fonte: Terra

publicado por . às 21:30
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Maio de 2007

Entrevista: Fernanda de Freitas!

 

Ela pisou pela primeira vez em uma sala de balé clássico aos 6 anos. Entre barras e espelhos, ficou encantada e nunca mais parou. Hoje, aos 27 anos, Fernanda de Freitas exibe o resultado de tanta dedicação: curvas perfeitas em medidas que ajudam - 50 quilos e 1,62 metro de altura. A postura e a leveza ao se movimentar revelam a prática quase diária da dança. E a fala doce, traço de sua personalidade, reforçam ainda mais o estilo bailarina.
O mundo das sapatilhas e tutus (saia de tule) marcaram a vida da actriz enquanto ela viveu em sua cidade natal, São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Aos 15, chegou a dar aulas em escolas infantis que tinham o balé como recreação. "Foi quando comecei a dançar na ponta dos pés. Minha professora me colocava para substituí-la quando precisava faltar", lembra Fernanda. Morando no Rio de Janeiro desde 2000, a actriz não fica longe da dança. "É notável a diferença no meu bem-estar quando danço. Meu temperamento melhora e enfrento com mais calma situações estressantes", conta ela. A única coisa que faz Fernanda faltar às aulas, pela manhã, são as gravações da novela Pé na Jaca, na qual interpreta a atirada Leila Barra. "A cena em que ela é pega dormindo com o irmão do namorado mexeu comigo. Ainda no estúdio, comecei a chorar atrás da coxia. Foi desesperador escutar as falas do Rodrigo (Lombardi, 30, actor, que faz Tadeu)", lembra Fernanda.

Namoro sério
Se na trama das 7 da Globo sua personagem tem dificuldade em manter um relacionamento sério, longe das câmeras a actriz namora há seis meses o estudante de educação física Felipe Simões, 26. De tanto se encontrarem no mesmo point na Prainha, zona oeste do Rio, os dois acabaram se apaixonando. No início, eram conhecidos e apenas se cumprimentavam. Até que, um dia, ela o viu na água com uma prancha. "Resolvi conferir como ele surfava, e a gente pegou a mesma onda", brinca ela. Os dois descobriram que têm coisas em comum: ambos são espiritualizados e adoram esportes. "Quando não estou no balé, estou jogando frescobol ou fazendo trilhas com ele", conta a actriz.

Além de seu trabalho na TV, Fernanda acaba de participar de dois longas-metragens: Tropa de Elite, de José Padilha, em que interpreta uma estudante que morre assassinada em tiroteio numa favela, e a comédia Casa da Mãe Joana, de Hugo Carvana, na qual faz uma baterista rebelde. Ambos o têm estréia prevista para o segundo semestre. Nas filmagens de Tropa de Elite, no Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, no Rio, Fernanda conta que ficou abalada com o dia-a-dia da comunidade. "Ver o sofrimento daquelas pessoas e não poder fazer nada é muito duro", lamenta. "Fiquei chocada ao ver crianças vivendo no meio do esgoto, sem perspectiva de futuro. Eu tentava abraçá-las, mas acho que não entendiam que era um carinho", afirma Fernanda.Ela conta que presenciou um tiroteio real durante as filmagens. "Não era perto de onde eu estava, mas dava para ouvir (os tiros) claramente. Tive mais indignação do que medo", revela a actriz, que chegou a usar colete à prova de bala nas filmagens.


 

fonte: contigo

publicado por . às 11:41
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Maio de 2007

Entrevista: Fernanda Lima!

Qual foi a peça de roupa mais barata que você já comprou?
Um vestido tomara-que-caia branco que me custou 1 dólar. Ele tem um tulezinho por baixo e o uso até hoje. Todo mundo elogia e quer saber onde comprei.

Como você é para fazer compras? Você gosta de xeretar, tem paciência?
Nenhuma, sou bem prática. Já saio de casa sabendo do que preciso e em qual loja vou encontrar. Se não achar, dou uma rodada de dez minutos e pronto.

Você tem a mesma fixação que a Maria Bo por moda?
Não. Gosto de moda, mas não necessariamente da actual. Acho que não tem nada mais chato do que só falar de moda, respirar moda, vestir moda. A Maria é total assim.

Mas você não tem nada em comum com ela?
Tenho meus momentos de extravagância, apesar de ser quase sempre descontraída. Para apresentar um programa ou ir a um casamento, por exemplo, me monto inteira, entro no mundo da fantasia. Acho gostoso me arrumar, só que não todo dia.

Tem alguma peça proibida no seu guarda-roupa, que você sabe que lhe cai mal? Roupa laranja e vestido de noite pretinho com escarpim pretinho. Odeio visual patricinha. Saia na altura do joelho também fica horrível em mim.

Você está morando no Rio há três anos. Acha que o estilo de vida que se leva aqui influencia o que você veste?
Muito. Em São Paulo, eu andava mais arrumadinha. Aqui, por causa da praia, uso chinelo direto, sem medo. Minhas peças básicas são um vestidinho, ou uma bermuda e uma regata.

E no estilo de vida, o que você mais tem de carioca, de paulista e de gaúcha, já que morou nas três cidades?
De carioca, tenho essa relação de amor com a natureza. É um estilo de vida que realmente combina muito comigo. Sou gaúcha nas tradições, como, por exemplo, tomar chimarrão até hoje, mesmo no Rio, e ser muito ligada à família e aos amigos. Já o meu lado paulistano adora gastronomia e cultura em geral. Em São Paulo, também aprimorei meu tino para os negócios [risos]. Digamos que fui espertinha e combinei o que tinha de melhor nas três cidades.

Muita mulher tenta ser sexy sem ser vulgar e não consegue. Você consegue e, para deixar a gente com mais inveja ainda, faz isso de forma desencanada, natural. Qual é a medida para não errar feio?
Olha, de uma certa maneira é natural, sim, porque não fico pensando no que vou vestir. Se pego uma saia curta do armário, é automático: eu nem olho para uma blusa decotada. Como calça justa não vai com blusa justa. Acho que é errado ter o sexy na cabeça como objetivo. Ele tem de ser uma conseqüência. O resultado de uma roupa tem muito a ver com a sua atitude. Uma mulher com roupa sexy e comportamento elegante vai parecer menos vulgar do que uma com roupa sexy que toma um porre numa festa e dá vexame.

O que quer dizer que existe uma roupa certa para os dias em que você quer cair na farra sem dar vexame?
Ah, tem roupa certa para todas as situações.

E qual é a certa para a farra?
Não pode ser minissaia. E também não rola sair sem sutiã. Eu não bebo, então não vou dar esse tipo de vexame. Mas farra é farra. Você tem que pensar no lugar aonde vai. Roupa de festa ou salto fino em aeroporto? Não dá, né? Uma dica que funciona para mim é andar sempre com um chinelo na bolsa. Se começar a doer o pé, ele está na mão. Aprendi isso nos meus tempos de modelo. Não sofro à toa.

O que mais a carreira de modelo ensinou, em questão de estilo?
Acima de tudo, acreditar no meu feeling. Depois, observar as outras pessoas. A gente aprende muito olhando em volta, é incrível como começa a perceber o que cai bem e o que cai mal. E como adaptar as coisas ao seu estilo.

Quando você viaja, como é a sua mala?
Sou cada vez mais resumida e mochileira. Não agüento carregar muita coisa. Levo dois jeans, uma calça de tecido mais fino, umas camisetinhas, um casaco, alguns vestidos que não precisam ser passados, dois sapatos altos, um chinelo e um tênis. Ah, e a bermuda de cotton para fazer ioga.

Você faria um personagem que a obrigasse a mudar radicalmente o visual? Morro de vontade de raspar a cabeça. Mas só o faria por um papel. Engordar é que deve ser um saco. Imagina? Depois tem de emagrecer tudo de novo...

Quando você escolhe uma roupa, se preocupa com o que os outros vão pensar? Sinceramente, as únicas pessoas com quem me preocupo são os meus pais. Meu pai não fala muito, mas minha mãe sempre acha que eu estou mal vestida. Ou acha a roupa muito curta, desleixada, transparente... Às vezes a roupa está moderna demais para ela entender. Nesse caso, eu não ligo. Mas uma calça rasgada na bunda, por exemplo, não usaria, para não chateá-la.

Não liga para a opinião do namorado?
Ah, ligo, claro. Mas nunca um namorado precisou me dar bronca. No dia em que isso acontecer, eu vou ficar preocupada comigo e não com ele... Se ele me achou vulgar é sinal de que desrespeitei meu próprio estilo despojado. Mas até aqui nunca aconteceu.

Qual foi o último
... SHOW QUE VIU?
'Caetano Veloso. Acho incrível a capacidade que ele tem de se reciclar. Minha mãe já ouvia suas músicas quando eu era de colo e o cara surpreende fazendo rock com mais de 60 anos.'
... CD QUE COMPROU? 'Martinália. Adoro samba. Curto muito os antigos, mas acho que ela, apesar de ser da nova geração, faz um som de raiz maravilhoso.'
... LIVRO QUE LEU? 'Argumentação Contra a Morte da Arte, de Ferreira Gullar. Leio ao mesmo tempo que leio os roteiros, misturo tudo.'
... FILME QUE VIU? 'Ó Paí Ó. Gostei bastante. Não tenho muito essa coisa de baianidade à flor da pele, mas achei divertido.'
... BEIJO NA BOCA QUE DEU? 'Foi hoje. O ser humano não merece ficar muito tempo sem beijo na boca.' (Fernanda não quis contar quem beijou.)

e a última
... VIAGEM INCRÍVEL QUE FEZ? 'Ando tão mergulhada no trabalho que foi por causa das novelas. Fui a Paris com a equipe de 'Pé na Jaca' e para o Deserto do Atacama com 'Bang Bang'.'
... BALADA COM AS AMIGAS? 'Nossa, faz tanto tempo que nem me lembro. Minhas melhores amigas estão longe, no Rio ou em Porto Alegre, e também trabalham bastante.'

Personagem da moda
Fernanda Lima comenta o que há de mais marcante no figurino de Maria Bo, da novela 'Pé na Jaca'

CINTO 'Acho legal, mas sem exageros. Uso apenas um fininho, quando quero marcar a cintura. Tem gente que vê que cinto virou moda e usa com qualquer roupa. Não pode, inclusive porque o acessório perde todo o sentido. Fica tão batido que ninguém nem presta mais atenção nele.'
ÓCULOS 'Para a Maria, óculos escuros têm de ser grandes. Eu sou como ela, acho os maiores mais bonitos e charmosos.'
MICROSSAIA é a marca-registrada da personagem que mais tem a ver com a Fernanda. 'Adoro vestidos curtinhos, para diferentes situações. No geral, uso com sandálias baixas para dar um ar descontraído.'
CINTURA ALTA foi a própria Fernanda quem levou essa calça da grife Index para a figurinista da novela Marie Salles. 'Sugeri a peça porque achei que tinha tudo a ver com minha personagem. Já era fã por que não tenho cintura e o modelo deixa a forma mais feminina.'

 

 

fonte: Criativa

publicado por . às 13:10
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Último Post: E o final fo...

. Resultado da Votação!

. Fotos de Deborah Secco!

. Final de Pé na Jaca!

. Entrevista: Murilo Benici...

. Rodrigo Lombardi já escol...

. Murilo Benício abre casa ...

. Deborah Secco em "Paraiso...

. Fernanda Lima vai substit...

. Deborah Secco vai partici...

.arquivos

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds